Agente Autorizado:
► Intercâmbio de Estudos
Destinos Perguntas Dicas Passagem de Estudante Estudante nos EUA Trabalhar no Exterior Dicionario do Turismo
Estudante nos EUA
Estudando nos Estados Unidos 

Nossa política com relação aos estudantes se baseia nos valores democráticos de uma sociedade aberta e na percepção geral de que os estudantes estrangeiros contribuem significativamente para o clima intelectual e acadêmico, além da economia de nossa nação... Nossa sociedade livre e aberta continuará atraindo jovens talentosos em busca de maiores oportunidades educacionais, além daqueles que procuram liberdade política, econômica e social. Os estudantes estrangeiros fazem uma tremenda contribuição para a sociedade americana e precisamos nutrir este relacionamento vital mesmo quando reforçamos a segurança de nossas fronteiras.

Como consequência dos eventos de 11 de setembro, os EUA e outros países deram início a novos procedimentos de segurança que afetam todos os que viajam. Os candidatos a visto de estudante ou de visitante de intercâmbio estão sujeitos aos novos procedimentos de liberação aplicados à maioria das categorias de vistos de não imigrantes. Todos os estudantes e demais candidatos a visto devem iniciar os procedimentos cerca de dois meses antes da viagem.

Se você é um estudante planejando estudar nos EUA, favor contatar o escritório de aconselhamento do centro binacional mais próximo.

Solicitações de Visto de Estudante 

Os solicitantes de visto de estudante ou aqueles participando de programas de intercâmbio devem apresentar um formulário I-20 ou DS-2019 válido, preenchido e assinado (tais formulários são emitidos pela escola nos EUA), os formulários de solicitação de visto- a versão eletrônica do DS-156 ou a versão não eletrônica do DS-156 (caso você não consiga download ou preencher o formulário eletronicamente) - o DS-157 e o DS-158 (também obtido na Embaixada/Consulados ou neste site), e prova da capacidade financeira de pagar pelos custos de educação e estadia. Aqueles que planejam estudar em uma escola pública secundária nos EUA com status F-1 (formulário I-20) devem apresentar documentação adicional antes que o visto seja emitido.

O visto sendo aprovado, o solicitante deverá pagar uma taxa extra no valor de US$40,00

Para os solicitantes de vistos de estudante ou visitante de intercâmbio F, M, ou J

Saibam que as regras do Departamento de Segurança Interna dos EUA estabelecem que os solicitantes a visto de não-imigrante F, M ou J não terão seus vistos emitidos a não ser que sejam registrados pela escola no Sistema de Registro de Segurança Interna chamado SEVIS. Estudantes solicitando os vistos F-1, F-2, M-1 e M-2 pela primeira vez podem ter seus vistos emitidos até 120 dias antes do iníco do seu programa acadêmico de estudos (ao invés de até 90 dias como era no regulamento anterior). Solicitantes a visto J-1 e J-2 podem ter seus vistos emitidos a qualquer dia antes do início dos seus programas de intercâmbio. Além disso, os portadores de vistos F, M ou J não serão admitidos nos EUA mais de trinta dias antes do início de seu programa, conforme o que tenha sido preenchido em seu formulário I-20 (para os vistos F ou M) ou DS-2019 (para os vistos J). Favor levar em consideração essa data ao fazer seus planos de viagem para os Estados Unidos. Por exemplo, se seu programa tiver início em 1º de maio, você só poderá entrar nos Estados Unidos a partir de 2 de abril.

Taxa SEVIS 

Requerentes de vistos dos tipos F, J e M (estudantes e intercambistas) cujo formulário I-20 ou DS-2019 tenha sido emitido após 1º de Setembro de 2004, devem efetuar o pagamento da "Taxa SEVIS" antes de solicitarem o visto.
Essa taxa corresponde aos custos administrativos do "Student and Exchange Visitor Information System" (SEVIS) e na maioria dos casos deve ser paga uma única vez. A taxa SEVIS pode ser paga através do site http://www.fmjfee.com/ e seu valor é, geralmente, de US$100,00. Certos programas de intercâmbio de curta duração (au-pairs, summer work) pagarão uma taxa reduzida de US$35,00.

Informações Relativas a Estudantes Estrangeiros Cursando Escolas Públicas Secundárias 

A Lei de Responsabilidade de Imigração e Reforma de Imigração Ilegal americana de 1996 (IIRIRA), datada de 30 de novembro de 1996, estabelece várias restrições aos estudantes estrangeiros que desejam estudar em escolas públicas americanas e/ou programas de educação adulta financiados pelo governo americano. O IIRIRA proíbe a emissão de vistos F-1 (estudante) para estudo em escolas públicas americanas e/ou programas de educação adulta com financiamento público, independente da condição financeira do requerente. Entretanto, a lei permite a emissão à estudantes que pretendam cursar o 2º grau em escola pública (grau 9-12). O curso deverá ser pago na totalidade, sem subsídios, por pessoa e estará limitado a um período de 12 meses.

Solicitantes a visto para estudar em escola pública devem submeter documentação adicional como indicado abaixo: 

1. Formulário I-20 especificando o custo total, sem subsídio. 
2. Uma carta da escola com firma reconhecida, em papel timbrado, especificando o custo total, por pessoa, sem subsídios.
Essa carta deve conter a frase "The full unsubsidized per capita cost of the student's course of study is $_________". 
3. Recibo, emitido pela escola, descriminando que o valor total foi pago. 
Esses três documentos são necessários para a emissão.

Dicas para o Preparo do I-20 

A escola deve fornecer o custo total, por pessoa, sem subsídio no item no. 7 "tuition". Se o curso já foi pago, favor anotar na seção "remarks". Como os estudos são limitados em 12 meses para escolas púbicas de 2º grau, a duração do programa listado no item #5 não deve exceder o período estipulado.

Dúvidas Comuns

O que significa "sem subsídio"?
Estudantes estrangeiros devem pagar o custo total de seus estudos sem utilizar recursos públicos.

Como é calculado o "custo total por pessoa sem subsídio"?
Uma estimativa do custo total por pessoa, sem subsídio, é aceita. Um método comum de calculá-lo seria dividindo as despesas públicas da escola, ou distrito, pelo número de estudantes, ou cobrando as taxas padrões de "fora do distrito". Escolas distritais unificadas podem utilizar o "K-12" para o custo por aluno ao invés de computar uma taxa especial para estudantes secundários. Nota: Estimativas muito baixas podem ser recusadas pelo oficial consular.

A escola pode isentar o requerimento do pagamento total?
Não, em todos os casos o custo total sem subsídios deve ser pago pelo estudante, seus familiares ou uma organização.

Os estudantes que residem com parentes americanos podem estudar em escolas públicas?
Todo estudante, que possua o visto F-1, estudando em escola pública deve obedecer a lei de Imigração americana e está sujeito à lei citada anteriormente.

O que acontece se o estudante não recebe nenhum crédito pelos estudos em escola pública?
A lei não faz distinção entre estudantes que recebem credito e os que não o recebem.

Essa lei se aplica a todos os estudantes?
Não. A lei se aplica somente a aqueles estudantes que possuam, ou estejam solicitando, o visto F-1 e que desejam estudar em escola pública. Outros estudantes - intercambistas que possuam visto J, bem como dependentes de portadores de visto de outras categorias, tais como diplomatas, pesquisadores, religiosos e trabalhadores temporário, não são afetados por esta lei.



 
► Início
► Quem Somos
► Promoções
► Restituição de Imposto
► Catálogo de Viagem
► Câmbio - Cotação
► Orçamento
► Consulte o seu Vôo
► Vale do Ribeira
vijac@vijac.com.br
vijac
vijac.intercambio
Vijac Registro
Vijac Turismo
Casa de Câmbio
Vijac Gold
--
      Voltar ao Topo


© Copyright 2014 - Todos os direitos reservados
Vijac - Turismo, Intercâmbio de Estudo e Casa de Câmbio
Rua Tamekishi Takano, 566 Centro - Registro - Sao Paulo - Brasil - Cep: 11900-000
Fones: (13) 55 13 3821 6369 | 55 13 3822 4432 | 55 13 3822 2178 | 55 13 99612 4190 | 55 13 98120 4616
Plantão 24 horas / 7 dias por semana: 55 13 99725 1749 | 55 13 99168 0656
e-mail: vijac@vijac.com.br


agenciavgd.com